Segurança da Informação: uma prioridade para a transformação digital

Um assunto que está em evidência, quando pensamos no universo digital, é a segurança de dados. Iniciativas como a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), promulgada em 2018, são mostras de uma preocupação com o assunto, provenientes da atenção da população e dos órgãos públicos com a segurança das informações.

No mundo digital, o cidadão deve ter a certeza de que seus dados disponibilizados voluntariamente não serão compartilhados indevidamente para destinatários com intenções maliciosas, ou de que os sistemas não podem sofrer facilmente ataques hacker que culminam em vazamentos de dados. A busca pela segurança deve ser um pilar essencial para qualquer serviço oferecido digitalmente, e a atenção ao assunto é cada vez mais presente por parte de profissionais das diversas áreas de Tecnologia da Informação.

O setor público tem uma responsabilidade enorme: o número de serviços digitais oferecidos à população cresce cada vez mais. No nosso estado, por exemplo, as matrículas escolares são feitas em um ambiente virtual, bem como o agendamento de atendimentos relacionados ao trânsito ou outros departamentos pode ser feito pela rede. Além disso, são armazenados em sistemas do Governo dados pessoais em soluções referentes à saúde, segurança pública e outras áreas. Tais serviços oferecem facilidades à população na desburocratização dos atendimentos e acesso facilitado a um número maior de pessoas, e sempre são acompanhados de um cuidado intenso e constante com a segurança digital.

No Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (CIASC), colocamos a proteção contra ataques maliciosos como uma prioridade em todas as nossas soluções entregues ao Governo e ao cidadão catarinense. Com nossos processos, vamos além das exigências da LGPD, cumprindo parâmetros que oferecem altos níveis de segurança aos usuários dos serviços digitais, além de termos a atenção contra ataques que possam desestabilizar os sistemas.

Outra medida de segurança que a empresa sempre adota em suas soluções é a redundância em infraestrutura para garantir disponibilidade, que significa ter alternativas para garantir a continuidade dos serviços, mesmo em situações de imprevistos ou interrupções. Um exemplo é a infraestrutura de redes 100% fibra óptica que o CIASC implementou no estado de Santa Catarina, construída em anel com rotas alternativas para manter o tráfego de dados caso a fibra seja rompida em determinada via. Também podemos mencionar o sistema de backup que a empresa oferece para proteção segura dos dados, com cópias de segurança em diferentes localidades.

Os sistemas redundantes dos geradores de energia e dos equipamentos de climatização da empresa garantem que todos os servidores sejam mantidos em operação ininterruptamente, inclusive, diante de situações inesperadas que possam ocorrer. Somado a isso, as ações de prevenção contra incêndios reduzem os riscos de interrupção por imprevistos externos e reforçam o funcionamento adequado e seguro dos serviços disponibilizados pelo CIASC.

Medidas que são constantemente aprimoradas a partir da revisão e modernização de processos, e da renovação e atualização de elementos de segurança quando possível e necessário, para oferecermos melhores resultados para uma proteção ampliada.

Neste ano, lançamos a campanha CIASC Gov+, com o slogan “Soluções de Segurança para Governo”, que reforça o nosso compromisso com a segurança dos serviços e informações e valoriza estas ações, que são necessárias e ficam ainda mais em evidência. A referência do CIASC na entrega de soluções digitais inovadoras e seguras reflete em transparência e confiabilidade da administração pública, federal, estadual e municipal, na aquisição dos nossos produtos e serviços.

CIASC Gov+

A campanha tem como finalidade alertar pessoas e empresas quanto aos perigos dos ciberataques, e conscientizar para as boas práticas que podem evitar situações desagradáveis. Para isso, além de reforçarmos a importância e urgência da proteção corporativa, especialmente, de nossos clientes, enfatizamos a necessidade de atenção no que se refere à segurança individual, por exemplo, de dispositivos pessoais.

O trabalho pela segurança digital é constante e exige aprimoramentos contínuos. Pessoas que realizam ataques virtuais, seja para roubo de informações ou apenas para desestabilizar um sistema, trabalham continuamente e aprimoram suas técnicas, e devemos estar preparados para o maior número possível de ofensivas, com uma estrutura de proteção variada e aprimorada.