Serviço pioneiro de guarda e preservação segura de dados é implementado no IPREV pelo CIASC

Órgão previdenciário adota tecnologia internacionalmente reconhecida, oferecida por parceria entre estatal e companhia norueguesa

O Instituto de Previdência do Estado de Santa Catarina (IPREV) é o primeiro órgão previdenciário do Brasil a usar o Eternal, um serviço de digitalização, guarda e preservação de dados oferecido em parceria entre o Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (CIASC) e a empresa norueguesa Piql. Até o momento já foram digitalizados mais de 1,8 milhão de documentos que ocupam, estimadamente, 1,5 TB. Esse número de documentos deve chegar a 7,3 milhões e o ritmo médio de trabalho é de 200 mil documentos/mês atualmente. A tecnologia de guarda e preservação de dados da Piql já foi reconhecida pela Horizon Europe, o programa de pesquisa e inovação da União Europeia.
“O contrato tem algumas metas ambiciosas como a digitalização de 100% do acervo físico do IPREV até 2024, permitindo com isto a diminuição do tempo de consulta de documentos e processos arquivados, muitos destes vitais nos processos judiciais. E ainda estamos trabalhando numa parceria com o CIASC/PIQL para o uso de inteligência artificial nas buscas e automatizações de acervos visando dar ainda mais qualidade a setores essenciais no IPREV como de concessão de benefícios e de compensação previdenciária que trazem recursos importantes ao instituto” explica Eduardo Jonker, gerente de Tecnologia da Informação e Governança Eletrônica do IPREV.

Esse serviço de guarda de arquivos, oferecido através da parceria com o CIASC, inclui a digitalização dos registros seguindo as diretrizes RDC-Arq. Essas diretrizes são estabelecidas pelo Conselho Nacional de Arquivos (Conarq) e garantem os padrões de qualidade e segurança do trabalho de digitalização. Outra parte do serviço é o armazenamento dos arquivos digitais no Data Center do CIASC, a maior infraestrutura de Data Center de Santa Catarina. 

Além da digitalização e do armazenamento, também pode ser feita a criação de duas cópias em “microfilmes digitais” dos arquivos. Nesse caso, uma das cópias do filme fica com o CIASC e a outra com o IPREV. Sobre o tema, o gerente de data center do CIASC, Vânio Rodrigues, disse “temos uma infraestrutura de data center muito robusta aqui no CIASC, referência entre os data center de Santa Catarina, e essa parceria abre a possibilidade para que a administração pública em Santa Catarina tenha acesso a um serviço de excelência”. A Piql é pioneira na tecnologia de “microfilmes digitais” que, por seu alto grau de segurança na preservação dos arquivos, é usada para proteger documentos de valor histórico. A Constituição Brasileira de 1988, por exemplo, tem uma cópia em “microfilme digital” preservada em uma instalação no Ártico norueguês.