Integração com dados do Ministério da Saúde melhorou a capacidade de análise do estado sobre a pandemia

Trabalho realizado pelo CIASC aumentou a capacidade de Santa Catarina de analisar informações antes de tomar decisões de enfrentamento ao COVID-19

O Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (CIASC) finalizou no final do mês passado uma integração das bases de dados do Ministério da Saúde à plataforma de inteligência de dados utilizada no estado, a Plataforma BoaVista, aumentando muito o nível de integração de dados de Santa Catarina com o governo federal. 

Foi por conta dessa integração que o número de casos confirmados no estado saltou de 1.476 no dia 27/04, para 1.995 no dia 28/04. Esses 519 casos que ainda não haviam sido computados pelo governo estadual vieram de duas bases de dados distintas, do Ministério, uma é a e-SUS VE, que inclui os casos confirmados em testes rápidos feitos pelos municípios, e a outra é a SIVEP-Gripe, que inclui os casos de pessoas que foram atendidas pelo sistema de saúde com sintomas compatíveis com COVID-19 e tem histórico de proximidade com outros casos confirmados.

Também foi feita a integração de sistemas com dados de laboratórios públicos, sistemas com dados de registros de óbitos e sistemas com dados sobre os leitos hospitalares. Essa integração de dados foi construída com uma estrutura de dados abertos, permitindo que equipes de ciências de dados possam usar essas informações, ou que elas sejam disponibilizadas em portais da transparência. As informações sobre leito, por exemplo, permite que o poder público monitore como está a capacidade do sistema de saúde de atender a demanda gerada pela pandemia.

O gerente de inovação e serviços corporativos do CIASC, Raphael Tucunduva Gonçalves, disse que “Estamos certos de que esse trabalho vai permitir que os gestores do nosso estado tomem as decisões com maior respaldo técnico e segurança, o que é de importância vital em uma situação como a pandemia que estamos enfrentando”.

 

Trabalho Contínuo

Desde o dia 27/03, um grupo de profissionais do CIASC tem trabalhado com foco total nas demandas de inteligência de dados do Governo do Estado, e em pouco mais de um mês foram realizadas diversas entregas para o Poder Executivo catarinense, como o painel de dados da pandemia que pode ser acessado pela população. Essa integração com os dados do Ministério da Saúde é uma das entregas mais importantes até o momento, pois com ela os gestores de Santa Catarina podem ter uma visão completa que inclui notificações de possíveis casos, óbitos, ocupação de leitos, e demais dados relacionados à pandemia. Todo esse trabalho foi feito utilizando a Plataforma BoaVista, uma infraestrutura de big data criada pelo CIASC em 2016, e que tem sido usada para gerar diversos recursos usados no combate à pandemia.