Ciasc trabalha para ampliar serviços

Segurança, fácil acesso e disponibilidade. Estes são os requisitos principais para o processo de implantação de computação em nuvem que é empregado pelo Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (Ciasc). “Já existem muitos serviços providos em nuvem pelo Ciasc que são melhorados de acordo com o processo normal de ciclo de vida de software”, explica o vice-presidente de tecnologia da instituição, Paulo Ricardo Corrêa Bonifácio.

Computação em nuvem, ou cloud computing, é a utilização de serviços que estejam completamente entregues pela internet. Isto permite operar as mais variadas aplicações, em qualquer lugar e independente de plataforma. O acesso é realizado com o navegador (browser), mesmo programa que se usaria normalmente para entrar na maior parte dos serviços atuais da web.

De acordo com o gerente de rede, Rui Roberto de Souza Bergmann, as vantagens do sistema em nuvem é a informação estar disponível na internet, acessível para qualquer computador. As capacidades de processamento e armazenamento são associadas à conexão, e não à máquina local. “Negócios e serviços são oferecidos por profissionais e empresas com maior rapidez e mais facilidades de acesso direto ao consumidor”, afirma Bergmann.

Segundo Bonifácio, está em fase final a implantação uma rede de comunicação de dados, imagem e voz, projetada pelo Ciasc. Este serviço foi contratado pelo governo estadual, em 2008, e visa cobrir todo Estado. O programa objetiva convergir às redes dos diversos órgãos do governo em uma rede única, disponibiliza acessos a todas as unidades do Governo que necessitem de disponibilidade. “Os órgãos conseguem atualizar seus dados mais rapidamente e entregar informações mais confiáveis com base na conectividade”, esclarece.

Outro trabalho que está sendo desenvolvido é a virtualização de servidores para garantir crescimento de facilidades, todas as vezes que uma determinada demanda superar os limites previstos originalmente. “Temos ainda investimentos que incluem a melhoria de equipamentos, contratação de novos colaboradores e de serviços específicos de suporte ao provimento de computação em nuvem”, relata o vice-presidente. O servidor virtual passa por melhorias sem desligamento, nem troca de peças ou manutenção física, fazendo parte de um grande computador, subdividido em servidores menores e especializados.

Michelle Nunes

Assessoria de Comunicação da Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável/SC – (48) 9929-4998 / 3221-3552