CIASC retoma iniciativa de visitas da equipe às suas instalações de Data Center

O Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (CIASC) retomou hoje uma iniciativa que havia ficado em suspenso por conta da pandemia, de levar os próprios funcionários da estatal para conhecer sua infraestrutura de Data Center. Essas visitas são voltadas especialmente para os novos integrantes da empresa, mas também são abertas para pessoas que já estão no CIASC há mais tempo, como uma forma de estimular que a equipe conheça bem toda a empresa, não apenas a área em que atua.

A primeira das visitas pós-pandemia, que são guiadas pelo gerente de Data Center da empresa, Vânio Rodrigues, contou também com a presença do presidente, Sérgio André Maliceski; do vice-presidente de tecnologia, Luís Haroldo de Mattos; do assessor da presidência, Cícero Ghisi; da secretária da diretoria, Alair Inocêncio; do técnico da área de inteligência de dados, James Rosa; do funcionário do gabinete, Valdir Martins e do estagiário da área de inteligência de dados, Mateus Feldhaus.

 

A visita ao Data Center

O tour começa pelo próprio Data Center, onde o acesso só é permitido com uso de biometria e apenas profissionais responsáveis pelo Data Center possuem o acesso. Ali ficam os servidores, que incluem tanto os dedicados a máquinas virtuais, que são hospedadas pelo CIASC, mas administrados pelo próprio cliente, como os administrados pelo próprio CIASC. Nessas máquinas estão armazenados sistemas e dados de diversos órgãos públicos, tanto do Governo do Estado quanto de outras esferas e poderes, como a Prefeitura de Joinville (esfera municipal) e o Tribunal de Justiça de SC (poder judiciário), protegidas por tecnologias como sensores de iluminação, temperatura, vibração e outras condições, além de backups dos dados.

Depois de conhecer o local onde ficam os servidores, a visita segue para a sala em que estão os equipamentos de Nobreak. Esses equipamentos são responsáveis por estabilizar a eletricidade que chega da rede de energia e o principal deles, de 200 kVa, possui um painel eletrônico na porta, por onde é possível checar todos os status do seu funcionamento. O Nobreak também fornece a energia elétrica para o Data Center, caso a energia caia.

O próximo passo é conhecer o local onde fica a subestação do CIASC, espaço em que estão os transformadores e o equipamento que realiza o controle automático de distribuição da energia elétrica. Isso inclui o controle de uso dos quatro geradores a diesel que são utilizados em horários de pico, reduzindo o custo da energia e ajudando a não saturar a rede elétrica geral. A visita é finalizada na sala de controle, onde é possível visualizar os status de todos os sensores que são mostrados na primeira etapa do tour, dentro do Data Center, e em que atuam os profissionais responsáveis por identificar qualquer anomalia na leitura dos sensores e garantir a proteção dos dados da administração pública de Santa Catarina armazenados ali.