Ciasc implantará Centro de Atendimento Unificado em Lages

 Florianópolis (29/08/2011) – Com objetivo de integrar os serviços ao cidadão, permitindo mais agilidade e eficiência, o Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (Ciasc) instalará um Centro de Atendimento Unificado – Call Center, em Lages. O anúncio foi feito na última sexta-feira (26), pelo governador Raimundo Colombo. “Concentrando os meios teremos economia em todos os itens de atendimento”, afirma. A unificação faz parte de um processo de governança corporativa de tecnologia.

Serão aproximadamente R$ 5 milhões investidos, com recursos provenientes do Governo do Estado, via Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS). “Os recursos que o Governo está investindo nesse programa do Ciasc mostra a importância dos serviços da empresa para a nossa prioridade, que são as pessoas”, declara o secretário da SDS, Paulo Bornhausen. Em um primeiro momento, serão gerados cerca de 40 empregos diretos, com projeção para até 400 empregos, seguindo a ampliação do atendimento.

 “É nossa obrigação facilitar ao máximo o contato do cidadão com a administração pública, e o Ciasc tem a competência necessária para cumprimos essa missão”, relata Bornhausen. Segundo o presidente do Ciasc, João Rufino de Sales, inicialmente serão atendidos servidores públicos que buscam suporte aos programas e sistemas de Governo, redes e telefonia. “Hoje todos os serviços são separados. Vamos adotar um modelo, chamado de serviço 311, que já é sucesso em várias cidades como Nova Iorque, Baltimore, Madri, entre outras”, explica. O modelo utilizado pelo serviço 311 permite às cidades centralizar informações sobre quem está ligando, acompanhar e medir o desempenho interno, ouvindo os cidadãos e respondendo prontamente às suas necessidades.

O serviço funcionará 24 horas e serão disponibilizadas vagas para técnicos em computação, analistas de negócios, atendentes telefônicos, serviços de suporte, entre outros. O Ciasc proporcionará formação básica a todos os atendentes, em sistemas diversos do Estado, como funcionamento e gerenciamento de redes; sistemas de telefonia pela internet; registros de pessoal, pagamento e escolares; além de outras atividades que serão executadas.