CIASC estabelece conexão de 80Gbps para garantir segurança dos Data Centers do governo catarinense

O Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (CIASC) finalizou a instalação de duas conexões entre os dois Data Centers que armazenam os dados e sistemas do Governo do Estado. Essa ação faz parte das frequentes operações do CIASC para ampliar e melhorar sua infraestrutura de redes que atende diversas instituições públicas em Santa Catarina. Foram estabelecidas duas conexões de 40Gbps exclusivas para comunicação entre um Data Center instalado na região insular de Florianópolis e outro instalado na região continental da capital, entregando uma capacidade total de 80Gbps. 

As novas conexões utilizam cabos de fibra óptica totalmente redundantes, com rotas que têm pelo menos 15 metros de distância em todos os pontos do caminho. Além disso, o trecho entre a ilha e o continente foi construído usando pontes distintas para cada rota.

Além da infraestrutura física ser protegida por redundâncias, que garantem a continuidade do funcionamento mesmo em casos de imprevistos, os serviços lógicos de rede também contam com recursos para aumentar a segurança, como roteamento dinâmico e convergência automática. Já os serviços críticos estão passando a adotar modelo de alta disponibilidade, um modelo que prevê aumento da resistência à problemas de hardware, software, ou alimentação de energia, para garantir que o serviço passe o máximo de tempo possível à disposição do usuário. A infraestrutura de redes para acesso aos Data Centers e provimento de internet também é duplicada nas instalações dos dois, garantindo conectividade ininterrupta e integral mesmo caso seja necessário operar com algum dano à rede. 

Imagem – Novas conexões utilizam cabos de fibra óptica de dupla abordagem com capacidade total de 80gb.

Esse trabalho de estabelecimento da conexão de 80 Gbps entre os Data Centers também  teve o objetivo de separar física e logicamente o serviço de provimento de internet do serviço de Data Center, estabelecendo pontos de interconexão específicos entre os dois. A medida diminui as chances de que um mesmo problema atinja ambas as redes, mas mantém a possibilidade de compartilhamento da infraestrutura de BACKBONE em situações de contingência ou convergência de serviços, ou seja, se houver um problema na estrutura de provimento de internet, ela pode usar a estrutura de ligação dos Data Centers, e vice-versa.

Com isso, passa a haver uma conectividade mais transparente, convergente, de alta capacidade (80 Gbps) e disponibilidade entre os dois Data Centers do Governo do Estado localizados na capital catarinense. A infraestrutura foi readequada de uma maneira que visasse garantir independência tanto entre os Datacenters como entre as camadas de serviços, reduzindo impactos em caso de qualquer falha que atinja um equipamento da rede, incluindo os Data centers.