CIASC entrega sistema custos de produção para a Secretaria da Agricultura

A equipe do Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (CIASC) realizou a entrega do módulo/aplicativo de Custos de produção para a Secretaria da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural (SAR). A aplicação é parte integrante e vinculada ao Sistema Integrado de Informação Agropecuária (SIIA) que vem automatizando as rotinas de inclusão de dados e facilitando a organização das informações na Plataforma.

Atualmente, no que se refere a sistemas transacionais, está contido no SIIA o Sistema de Produção de Mercado que é composto, até o momento, pelos seguintes subsistemas: Acompanhamento de Safra; Acompanhamento de Preços de Produtos Agrícolas; Acompanhamento de Preços de Terra; Cadastro do Fundo Estadual de Sanidade Animal; Gestão de Cessão de Uso; Registro de ativos, receitas e despesas agropecuárias.

O SIIA também é uma extensão da plataforma Big Data, denominada “BoaVista”, definida como a plataforma de “Data Lake” do CIASC, um repositório de dados de governo em plataforma única e com capacidade de processamento e cruzamento em grandes volumes dessas informações do Estado.

O módulo Custos de produção é um sistema desenvolvido para auxiliar nos procedimentos para geração de custo de produção referente às propriedades agrícolas do Estado de Santa Catarina, permitindo à SAR, por meio do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola – Epagri/Cepa, o uso do banco de dados resultante na formação e disponibilização de base de conhecimento sobre o assunto. O custo operacional de produção é conceituado como despesas efetivamente realizadas pelo agricultor mais a depreciação de máquinas e benfeitorias específicas da atividade, incorporando-se outros componentes de custos, que visam obter o custo operacional total de produção e permitir a análise de rentabilidade sob a perspectiva de viabilidade do negócio.

A aplicação desenvolvida pelo CIASC possibilita que os técnicos (operadores do sistema) realizem o acompanhamento de produções agropecuárias quanto ao custo objetivando, por exemplo, o cálculo e a geração de indicadores, inicialmente das principais culturas do Estado, como cebola, arroz, milho, soja, tomate, alho, maçã, uva, banana, maracujá, entre outras. Ainda, permite a consolidação e disponibilização de informações para uso dos pesquisadores e técnicos da Epagri/Cepa, bem como para os diversos atores do agronegócio, em especial, o próprio produtor.

Entre os benefícios que o módulo apresenta, estão a modernização do processo de coleta das informações; maior segurança no armazenamento dos dados; possibilidade de acesso por vários setores da Epagri com emprego de segurança, facilitando o compartilhamento de dados, dando agilidade ao processo de estudo e análise como base em dados consolidados; melhoria da gestão no processo de monitoramento do compromisso de atualização dos dados periodicamente pelo técnico responsável; redução considerável do esforço empregado pelo técnico de campo e dos analistas na execução do processo atual para operacionalização e atualização das informações a serem publicadas, oportunizando a concentração de sua capacidade de trabalho no estudo, análise e geração de informações.