CIASC ajuda Santa Catarina a ter uma das melhores gestões do país no enfrentamento à pandemia

Foto: Ricardo Wolffenbuttel / Arquivo / Secom

Santa Catarina teve a terceira melhor gestão de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus até o momento, de acordo com análise realizada pelo Centro de Liderança Pública (CLP), idealizador do Ranking Covid-19 dos Estados. O balanço anual foi publicado nesta terça-feira, 15. Santa Catarina obteve a melhor nota entre os estados das regiões Sul e Sudeste, e um dos critérios avaliados é a transparência dos dados da pandemia no estado, que são tratados pela plataforma BoaVista, a ferramenta de big data do CIASC.

O governador Carlos Moisés considerou adequada a avaliação feita pelo CLP, que leva em consideração aspectos como os números de casos e óbitos por Covid-19 e de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), além de dados de isolamento social. “Desde o início da pandemia, nossas ações buscaram o equilíbrio entre salvar vidas e retomar a atividade econômica. Mais que dobramos o número de leitos de UTI para atendimento aos pacientes e adotamos medidas difíceis, porém necessárias, para evitar a propagação do novo coronavírus”, ressalta o governador. Ele destacou também que, embora o Executivo estadual tenha conquistado avanços em infraestrutura na saúde e regramento sanitário, é fundamental que a população faça a sua parte no cumprimento das medidas.

 

Menor letalidade do país

Santa Catarina tem hoje a menor taxa de letalidade do país entre os infectados (1,02%), inferior à de quase todos os países desenvolvidos, e uma das menores mortalidades por milhão de habitantes. Além disso, o estado tem um índice de transparência considerado alto pela Open Knowledge Foundation Brasil. Essa transparência seguiu sendo aprimorada ao longo do ano, mas o patamar alto foi alcançado ainda em maio, quando profissionais que integram o Núcleo Intersetorial de Inteligência de Dados (NIID) do Governo do Estado, incluindo a equipe de inteligência do CIASC, publicizaram a base de microdados que é usada pelo poder público catarinense para a tomada de decisões. 

Carlos Moisés atribui esses resultados ao comprometimento das equipes que estão na linha de frente de enfrentamento à pandemia e das ações do Governo do Estado e dos municípios. “Nosso trabalho continua, para avançarmos ainda mais nas medidas de combate e garantir atendimento e qualidade de vida aos catarinenses”, conclui.